Ser preto está na moda?

É verão e todo mundo quer pegar aquela “cor”. Mas algumas pessoas estão confundindo ficar bronzeadas com ter a pele negra. Nunca surgiram tantas pessoas brancas se dizendo “negras” na internet. Portanto, precisamos falar sobre isso, pois ser preto não é tendência, muito menos moda.

Ajude o blog a crescer, compartilhando em suas redes sociais!

moda racial

Pessoas negras finalmente estão tendo o reconhecimento que sempre foi negado por meio do racismo. Nossa pele é linda, mas nossa vida ainda continua difícil, portanto é tão importante representatividade e visibilidade na TV, e em todos os lugares.

Mais importante ainda é deixar claro que a pele negra não é uma moda, não é acessório e muito menos um #mood do dia para postar no Instagram.

Um exemplo que está em evidência no momento é a cantora Ariana Grande que a cada clipe aparece com a maquiagem um pouco mais escura, é perceptível que aquele não é o tom dela, principalmente porque todo mundo se lembra de como ela começou a carreira:

E o problema não se restringe a artistas internacionais. No Brasil, cantoras como Anitta, viajam para Salvador (estado mais negro do Brasil), voltam com tranças e pele bronzeada. Porém, o questionamento é: porque mostrar-se assim em Salvador é okay, mas em clipes e em programas internacionais não?

Ser preto não é moda, é luta.

Influenciadoras como Bianca Andrade e Maju Trindade aplicam um tom de maquiagem mais escuro, ou forçar um cabelo “crespo”. Não podemos esquecer da apresentadora Isabella Fiorentino que bronzeou-se e sentiu-se livre para escrever a legenda “preta, preta, pretinha…” .

View this post on Instagram

Preta,Preta,Pretinha 🎼

A post shared by Isabella Fiorentino Hawilla (@isabellafiorentino) on

E quando questionada por seguidores ainda declarou que estava espantada com a agressividade de “alguns negros”. Há pouco tempo, o termo “preta” era usado como ofensa. Mas agora que, a muito custo conseguimos resignificar o sentido dessa palavra, virou moda.

Não me entenda mal . Não é sobre definir quem é negro ou não – quem sou eu para isso. Mas sim, sobre respeitar as pessoas que estão desde sempre sendo preteridas justamente por ter a pele preta. Então, repense antes de usar símbolos de resistência negra como meros acessórios. Ou dizer que está negra porque pegou sol. Estamos de olho.

Escrito por Alef Bass | www.temmeutamanho.com | Tem Meu Tamanho
Editado por Lihz Santos |
The Beauty Corporation
Compartilhe o post:
error


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


gtag('js', new Date()); gtag('config', '<!-- Global site tag (');